Asfalto quente

É engraçado ver como muitas das vezes somos tratados como idiotas pelos governantes deste país. Pagamos um IPVA que não é barato, independente do tipo de carro utilizado e que simplesmente não é direcionado para o que deveria.

Continuamos com ruas mal sinalizadas, com asfalto esburacado e com engenharia de tráfego mal feita. Diante disso, o governo fica com o dinheiro e simplesmente entrega o controle de determinadas estradas para a iniciativa privada, que cobra de nós um valor em forma de pedágio.

Será que o dinheiro arrecadado é insuficiente para a manutenção das vias?

O Carnaval que todos bancam

O carnaval passou, milhões foram gastos e agora todos pagaremos, aqueles que gostam e os que não gostam. Verbas que poderiam se utilizadas para coisas mais importantes e que além de alimentar o bolso de políticos, também passeiam por outras instituições privadas que vivem dele.

Não adianta falar que o mesmo gera muito dinheiro para os estados e municípios, pois essa conversa já é velha. O mais correto é a iniciativa privada e as ditas escolas de samba se virarem e arrumarem patrocínio.

Assim como não é certo os governos estadual e municipal bancarem inúmeros outros eventos onde os grandes beneficiados são empresas privadas, com o carnaval não pode ser diferente.

Enfim, como o brasileiro sempre se ilude com bebida e farra, torcemos para que a cultura brasileira mude com os anos para que nossos filhos e netos vivam em um mundo mais justo.

Jeitinho brasileiro: Erro encarado como virtude

 

Muito se fala do famoso “Jeitinho Brasileiro” de resolver as coisas, de termos a solução mágica para tudo. Na verdade esse é um dos maiores erros da nossa nação. Pense comigo:

Situação 1:
Se você está atrasado para uma consulta médica, você conversa com a atendente e dão um jeitinho para que seja atendido, sendo que as outras pessoas que chegaram no horário, serão prejudicadas com o atraso.

Situação 2:
Você está em uma fila e um amigo te vê, fura a fila e não se preocupa com as outras pessoas que já estavam ali aguardando. Seu amigo deu um jeitinho.

Situação 3:
O cidadão está com o carro com vários problemas, mas vive empurrando com a barriga, até que um dia acaba causando um acidente por falhas no veículo, pondo em risco a vida de outras pessoas que não tem nada a ver com a história.

Poderia enumerar aqui várias outras situações, mas o foco aqui é mostrar que o jeitinho brasileiro só é bem visto por aqueles que o utilizam, se você gosta de tirar vantagem sempre, passar os outros para trás, etc. Saiba que um dia poderão fazer isso contigo.

Não é isso que os nossos políticos e governantes tem feito? Dado o famoso “Jeitinho Brasileiro”?